De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Comunidades

Pelotas: inaugurado busto de Camões

O poema “Verdes são os campos”, de Luís Vaz de Camões, foi declamado por jovens brasileiros, a 2 de dezembro, na cidade de Pelotas, numa cerimónia onde se assinalou a colocação de um busto daquele grande poeta português no Largo de Portugal.

O momento inseriu-se numa deslocação do Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas ao estado brasileiro do Rio Grande do Sul, tendo em vista participar no 30º Encontro das Comunidades Portuguesas e Luso-Descendentes do Cone Sul. Esta iniciativa juntou, em Pelotas, mais de duas centenas de lusodescendentes de vários pontos do Rio Grande do Sul e do Uruguai.

“Assistimos hoje a um ato da maior importância, porque ao colocar o busto de Luís de Camões neste espaço, a Prefeitura de Pelotas está a associar a cultura portuguesa à esfera armilar que já existia nesta praça. Estamos, desde modo, a valorizar a cultura e o conhecimento como luz que orientou os portugueses durante os descobrimentos e nos séculos que se seguiram. Estamos, igualmente, a honrar valores de Portugal como a compreensão, a capacidade de dialogar com os outros povos, a justiça social e a autonomia dos cidadãos, que todos os dias são interpretados por homens e mulheres concretos, como são os portugueses no Mundo, de quem Portugal muito se orgulha. Esses são alguns dos valores que estão dentro da língua de Camões”, declarou o Secretário de Estado das Comunidades Portuguesas, José Luís Carneiro.

O Embaixador de Portugal no Brasil, Jorge Cabral, também marcou presença no evento e evocou Luís Vaz de Camões. “Este momento de comunhão de valores é a demonstração de que tal como Camões afirmou, os velhos do Restelo não tinham razão. Com sonho, ambição e vontade podemos honrar a herança histórica e cultural de Portugal, neste caso com o país irmão que é o Brasil”, observou.

A Prefeita de Pelotas, Paula Mascarenhas referiu que a cidade pelotense, é um dos berços da herança cultural portuguesa no estado do Rio Grande do Sul, a par com a cidade de Rio Grande. “Em Pelotas sentimo-nos portugueses. Identificamo-nos com essa herança cultural que está presente nos cidadãos lusodescendentes, mas em todos os pelotenses de forma geral. Temos um património em comum que é visível em muitos pequenos detalhes do dia a dia e que tem o seu expoente máximo na língua que nos une”, referiu a autarca, que anunciou para 2019 a requalificação urbanística do Largo de Portugal.

2