De que está à procura ?

Desporto

Diogo Dalot: o suplente que resolveu

Portugal ficou muito perto da fase final da Liga das Nações de futebol com uma goleada na República Checa (4-0), aproveitando da melhor forma o desaire caseiro da Espanha com Suíça (2-1), no Grupo A2.

Em Praga, a seleção nacional, vencedora da edição inaugural da competição (2018/19), arrancou uma das melhores exibições dos últimos tempos, com destaque para o inesperado ‘bis’ do lateral Diogo Dalot, que ‘faturou’ aos 33 e 52 minutos.

Bruno Fernandes, aos 45+2 minutos, e Diogo Jota, aos 82, também contribuíram para a goleada, que deixou Portugal no topo do grupo com 10 pontos.

A equipa de Fernando Santos ainda viu Patrik Schick falhar uma grande penalidade, aos 45+6 minutos, por mão na bola do capitão Cristiano Ronaldo, que ficou em branco.

Portugal passou a ser líder com mais dois pontos do que a Espanha, adversária em Braga na sexta e decisiva jornada, que sofreu uma inesperada derrota caseira, com a Suíça, por 2-1.

Isto significa que, na terça-feira, a formação lusa apenas necessita de um empate perante os atuais vice-campeões para seguir pela segunda vez na sua história para a ‘final four’.

Em Saragoça, o central Akanji, com um golo e uma assistência, foi a figura da partida, marcando aos 21 minutos e a ajudar Embolo, aos 58.

Pelo meio, aos 55 minutos, Jordi Alba ainda chegou a refazer a igualdade, mas a seleção helvética acabou por somar o triunfo, embora já sem hipóteses de qualificação, mas ficou a um ponto da manutenção.

Na próxima edição da Liga das Nações, é certo que Israel vai competir na Liga A, depois de ter garantido a conquista do grupo B2 com um triunfo nos descontos sobre a Albânia (2-1).

Em Telavive, Tai Barribo, aos 90+2 minutos, garantiu a vitória da seleção da casa, pouco depois de Myrto Uzini ter ‘gelado’ os adeptos israelitas com o empate, aos 88.

Antes, aos 46 minutos, Shon Weissman tinha dado vantagem a Israel.

No Grupo B4, Noruega e Sérvia, empatados no topo com 10 pontos, vão decidir em Oslo quem segue para a ‘primeira divisão’ da competição, depois de os escandinavos terem perdido na Eslovénia por 2-1, com um golo de Sporar (ex-Sporting) para a seleção da casa, e de a formação dos Balcãs ter goleado em Belgrado a Suécia (4-1), com um ‘hat-trick’ de Mitrovic.

Quanto a jogadores que atuam na I Liga, Aursnes (Benfica) foi suplente utilizado na Noruega, tal como Racic (Sporting de Braga) na Sérvia.

No Grupo B1, a Ucrânia foi à Arménia golear por 5-0 e continua na luta pelo apuramento, estando agora a dois pontos da Escócia, primeira classificada, que vence na receção à Republica da Irlanda (2-1).

Destaque ainda para a Grécia, na Liga C, que perdeu no Chipre por 1-0 com Vlachodimos (Benfica) na baliza e Sotiris Alexandropoulos (Sporting) e entrar na segunda parte.

TÓPICOS