De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Comunidades

Carlos Gonçalves: os emigrantes querem condições para regressar

Carlos Gonçalves, deputado social-democrata eleito pela emigração no círculo da Europa, participou este fim-de-semana no 38.º Congresso do PSD, em Viana do Castelo, e aproveitou a sua intervenção para dar voz e destaque às necessidades da diáspora portuguesa.

O político iniciou o seu discurso referindo que o Partido Social Democrata é “um partido repartido pelo mundo”, gratificando-se pela representação que o mesmo tem dentro das comunidades a nível internacional, e relembrou os presentes que “no lema do congresso – ‘Todos por Portugal’ – também têm de estar os portugueses que vivem no estrangeiro”.

Na sequência da sua intervenção, o deputado de 59 anos teceu críticas à falta de capacidade reformadora na área da diáspora – que considera “fundamental num momento em que se fala de globalização” -, e acusou o Partido Socialista de “falta de coragem”, de “seguir a corrente e de ignorar o contributo que as comunidades [portuguesas] têm para a economia nacional”.

“Comparem as remessas dos emigrantes e os fundos europeus, e verão que há pouca diferença”, vincou.

Entre críticas e elogios, Carlos Gonçalves fez questão de destacar os autarcas de Viana do Castelo, que diz fazerem “um trabalho notável com as comunidades”

O deputado falou também sobre os serviços consulares e denunciou as esperas “de três a cinco meses na Europa, e de cinco a oito meses fora da Europa”, acabando por questionar a capacidade do país para manter serviços administrativos “que cumpram o fundamental” no apoio às comunidades portuguesas no estrangeiro.

Carlos Gonçalves assinalou ainda que o PSD é “um partido reformista” e apelou à coragem para se reformar a área das comunidades portuguesas.

Na parte final da sua intervenção, o social-democrata voltou a atacar o Governo do PS e referiu-se ao Programa Regressar como um falhanço.

“O atual Governo faz todos os dias anúncios para se regressar a Portugal, mas os números estatísticos contrariam essa mesma propaganda. Os emigrantes não querem dinheiro para regressar, querem condições. Ninguém quer regressar a um país que não serve os seus cidadãos”, atirou.

Veja a intervenção de Carlos Gonçalves na íntegra aqui:

Intervenção do deputado eleito pela emigração Carlos Gonçalves no congresso do PSD

Intervenção do deputado eleito pela emigração Carlos Gonçalves no congresso do PSD

Gepostet von BOM DIA am Montag, 10. Februar 2020