De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Furacão Leslie: 94% dos afetados já têm luz

 A EDP Distribuição anunciouque 94% dos consumidores já têm a energia elétrica restabelecida nas zonas afetadas pela tempestade Leslie, referindo que o número de consumidores sem energia se situa nos 20 mil.

“No final desta terça-feira, o número de consumidores sem energia situa-se nos 20.000, abaixo das melhores estimativas adiantadas na segunda-feira pela EDP Distribuição”, refere a empresa em comunicado.

Por causa do mau tempo, mais de 300 mil pessoas ficaram sem energia elétrica.

Segundo o documento, a recuperação da rede de média e alta tensão está a progredir “de forma positiva”, estando ainda fora de serviço 38 linhas.

“Nas situações onde se espera que esta recuperação seja mais demorada, a empresa tem instalados 100 geradores, incluindo 18 disponibilizados pelo exército e força aérea e duas centrais móveis”, acrescenta.

A EDP Distribuição considera que na quarta-feira se prevê “um dia crítico na recuperação da rede de baixa tensão”.

“Para reporte das situações de anomalia, a EDP Distribuição disponibiliza o seu Contact Center (800506506) e a sua aplicação móvel””, informa, explicando que nos municípios da Figueira da Foz, Montemor o Velho, Condeixa, Soure, Cantanhede, Mira, Mealhada e Coimbra foram criados pontos de contacto com a presença de técnicos da EDP Distribuição em instalações disponibilizadas pelas autarquias.

A empresa frisa que mantém as suas equipas “mobilizadas e fortemente empenhadas” a desenvolver todos as ações para a normalização do serviço de fornecimento de energia, deixando ainda regras de segurança.

“Quando em presença de linhas elétricas partidas ou danificadas, solicita-se o alerta pela linha de avarias e a adoção de comportamentos seguros, nomeadamente a não aproximação e toque”, conclui.

A passagem do furacão Leslie por Portugal, onde chegou como tempestade tropical, provocou 28 feridos ligeiros e 61 desalojados.

A Proteção Civil mobilizou 8.217 operacionais, que tiverem de responder a 2.495 ocorrências, sobretudo queda de árvores e de estruturas e deslizamento de terras.

O distrito mais afetado pelo Leslie foi o de Coimbra, onde a tempestade, com um “percurso muito errático”, se fez sentir com maior intensidade, segundo a Autoridade Nacional de Proteção Civil.

Na Figueira da Foz, uma rajada de vento atingiu os 176 quilómetros por hora no sábado à noite, valor mais elevado registado em Portugal, de acordo com o Instituto Português do Mar e da Atmosfera.