De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Colunistas

Você é o CEO da sua vida?

Vivemos numa época em que o nosso dia-a-dia é uma constante correria. O trabalho, as deslocações de carro e de transportes, as tarefas diárias em casa, os dispositivos tecnológicos, a família, nos consomem tempo. No final de cada dia, correndo como ratos na roda da rotina, acabamos cansados e com muitas tarefas à espera de serem feitas no dia seguinte. Mas de um CEO, com uma função crítica na empresa, a expectativa é que possua a competência de dirigi-la através de um plano traçado, o que não é o mesmo que estar ocupado, não é verdade?

Enquanto corre na sua roda, os dias passam, os meses voam, e mais um ano se estende à sua frente. Geralmente, o ano novo acaba por servir como uma breve paragem para uma análise mais acurada dos acontecimentos – o que aconteceu de bom, o que não foi bom, o que não deseja que se repita, e…uma nova corrida para a passagem da meia-noite. Se um CEO somente analisasse como está o ponto de situação da sua empresa Vida, uma vez a cada ano, provavelmente poderia dizer bye-bye, porque não ocuparia mais o cargo no ano seguinte.

Nos primeiros dias de Janeiro muitos são aqueles que fazem resoluções para o ano que acabou de começar. Agora, em Março, quantos dos objetivos e ações que escreveu, ou pensou, estão concretizados, ou fazem parte da sua rotina? Quantos dos desejos recebidos, como paz, amor, prosperidade, felicidade estão presentes na sua vida, desde 01 de Janeiro até agora? Há áreas que tem negligenciado?
Se a sua vida fosse a sua empresa e você fosse o CEO, como diria que está se saindo na gestão da sua empresa? Têm cumprido os compromissos firmados consigo mesmo?

Para um olhar global de CEO em todas as áreas da sua empresa Vida, um bom começo pode ser a Roda da vida (como na imagem), uma ferramenta que embora simples, pode lhe fornecer um panorama de como cada sector está a funcionar na sua vida, através da classificação na escala de valores de um a dez, sendo que 1 é uma atribuição que esse sector não está a funcionar bem e 10 que está excelente.
Se olhar para as dez áreas dessa roda, pode refletir em algumas das perguntas que se seguem, que lhe guiam a ter uma visão do que está a se passar em cada área.

Se o estabelecimento da sua empresa é o seu corpo físico, como tem cuidado dele? Que rotinas estão implementadas, quanto à alimentação, exercício físico, horas de sono?

Como estão os seus relacionamentos interpessoais, que contribuem para um bom “clima organizacional”? Quanto tempo dedica à família e aos amigos?

Como se encontra a área de desenvolvimento pessoal? Tem investido em cursos que melhoram as suas competências técnicas e emocionais? Tem lido livros que podem servir de inspiração para novas ideias?

Como está sendo feita a gestão financeira? Onde está sendo gasto e investido o seu dinheiro?

Claro que, pontuar cada área e ter uma visão geral não é suficiente para analisar os detalhes, ou, até mesmo, saber o que está ou não está funcionando.

Olhar para a sua vida como uma empresa, no sentido figurativo, pode lhe trazer o sentimento que certos departamentos estão descurados, que a sua atenção está sendo centralizada em três áreas, que está a descurar da sua missão, que os seus objetivos de médio e longo prazo não estão traçados, que a identidade da sua empresa com seu sistema de valores está turva, ou mesmo, não há uma diretriz clara, uma “cultura organizacional” que guie os seus comportamentos.

E aí surge a pergunta de como fazer essa análise mais acurada, com base nos resultados, pois sendo um CEO quer factos, dados que possa fazer algo com isso. É neste ponto que entra um conjunto de instrumentos de trabalho da MORE Humanistic Methodology, que está disponível neste curso online, que o auxilia na análise das suas armadilhas mentais, dos seus duelos interiores, das suas limitações emocionais, para uma mudança significativa, para o fortalecimento das suas qualidades e competências-chave para redirecionar a sua vida.

Compreender em que áreas tem de intervir e como ter clareza do que é necessário fazer, descortinar o que lhe impede de resolver os seus conflitos internos, entender a fonte dos problemas nos relacionamentos interpessoais, o que o levou a não melhorar ainda a qualidade da sua instalação física (saúde), identificar os sabotadores internos que não permitem que as suas promessas se cumpram, ter definido quais são os seus valores – a sua bússola interior -, fortalecer-se para que a sua resiliência seja nutrida, entre muitos outros aspectos, lhe apoiarão a trabalhar para elevar o “padrão de qualidade” da empresa Vida.

Embora haja obstáculos no caminho, é bom saber que sendo CEO, você tem o poder de transformar a sua empresa Vida, partindo do estado em que ela se encontra. Como CEO, apenas você, tem o poder de levá-la a um patamar de satisfação que permita que as engrenagens funcionem. E de facto, um verdadeiro líder é aquele que começa por sua autoliderança, que gere as suas emoções, ações, desejos, pensamentos, e objetivos, que conhece a si próprio, para exercer o papel principal na liderança da sua vida!

Karina M Kimmig

Karina M. Kimmig foi galardoada Top Coach na Alemanha, autora do livro “Metodologia Humanística: Os Sete Poderes que Todos Nós Possuímos”, General Manager MORE Institute GmbH, Presidente de associações internacionais, cocriadora da MORE Humanistic Methodology, autora, blogger e referência internacional em desenvolvimento humano. Mais: https://more-institute.com/