De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Desporto

Paulo Duarte vai arbitrar râguebi feminino nos Jogos Olímpicos

O árbitro internacional português Paulo Duarte está nomeado para o quadro feminino do torneio de râguebi ‘sevens’ dos Jogos Olímpicos 2020, anunciou a federação mundial da modalidade.

O juiz faz parte da equipa de 22 árbitros nomeados para a competição, que tem lugar entre 26 e 31 de julho, mas vai integrar também o quadro do torneio de repescagem mundial, um mês antes, no Mónaco, que apura a derradeira seleção masculina e as duas últimas femininas.

“Estou ‘supercontente’, claro que sim! Nem que fosse para fazer de aguadeiro, o que queria era ir. Ainda por cima, trata-se de uns Jogos Olímpicos, não há diferença entre competição masculina e feminina”, disse à agência Lusa o árbitro português.

Há cerca de dois anos, após ser nomeado pela primeira vez para apitar a final da Taça Cup, numa etapa do circuito mundial de ‘sevens’ da World Rugby, em Paris, Paulo Duarte admitiu à Lusa que ambicionava apitar a final do torneio olímpico em 2020.

No entanto, só poderá alcançar esse objetivo em Tóquio no quadro feminino, que integra com outros 10 juízes, entre os quais oito mulheres.

Sara Cox (Inglaterra), Amy Perrett (austrália), Hollie Davidson (escócia), Lauren Jenner (Nova Zelândia), Adam Jones (País de Gales), Tyler Miller (Austrália), Madeleine Putz (Autrália), Tevita Rokovereni (Ilhas Fiji), Selica Winiata (Nova Zelândia) e Jordan Way (Canadá) integram o mesmo quadro que o português.

“Todos são bons árbitros. Esta seleção final é o culminar de um trabalho de quatro anos. Se calhar, as árbitras estão mais habituadas ao feminino, que tem as suas diferenças, mas estamos todos em pé de igualdade”, comentou o português.

Por isso, todos partem com o objetivo de chegar ao jogo decisivo, pelo que vai ser também “uma competição saudável” entre todos os designados, “sabendo que só um pode chegar à final”.

“O primeiro jogo de cada um vai ser mais importante que os restantes, porque vai definir o resto do torneio. Por exemplo, eu almejo estar na final, mas se tiver um mau primeiro jogo, vou ficar de fora dessa luta. Vai ser jogo a jogo, etapa a etapa”, explicou o árbitro.

Paulo Duarte integra o quadro de árbitros do circuito mundial de râguebi ‘sevens’, sendo o único juiz residente oriundo de um país que não pertence ao ‘tier 1’ do râguebi mundial.

Em 2018, participou nos Jogos Olímpicos da Juventude, em Buenos Aires, onde apitou a final masculina, assim como nos Jogos da Commonwealth, em Gold Coast.

O anúncio dos 22 árbitros designados para o torneio olímpico foi feito pela World Rugby, a 100 dias do arranque da competição, que começa com o quadro masculino, entre 26 e 28 de julho, e encerra com a competição feminina entre 29 e 31 do mesmo mês.

#portugalpositivo

 

Facebook Comments Box