De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Lifestyle

Móveis de Paços de Ferreira vão ter certificação

O mobiliário de Paços de Ferreira vai passar a beneficiar de certificação através da atribuição de um selo que atesta a qualidade e a origem do produto, no âmbito de um trabalho que envolve a Universidade do Minho (UMinho).

Segundo os promotores do projeto que também envolve a câmara municipal e a associação empresarial do concelho, a certificação pretende garantir que o cliente, em Portugal ou fora do país, adquire um produto genuíno de Paços de Ferreira, que respeita os procedimentos estipulados no processo de certificação.

Paulo Sampaio, da UMinho, explicou, em Paços de Ferreira, que todo o processo está a ser trabalhado com os empresários locais para determinar os requisitos que o produto terá de cumprir para ser credor do selo de qualidade.

Falando na cerimónia de apresentação de uma incubadora de empresas, o representante da UMinho frisou que serão tidos em conta fatores como a qualidade, o ‘design’ e método de fabrico.

Paulo Sampaio mostrou-se seguro de que a certificação reforçará a afirmação da qualidade do móvel de Paços de Ferreira, a nível nacional e internacional.

Na cerimónia de hoje foi apresentado também o projeto Moveltex, identificado como um centro de competências e incubadora de empresas em Paços de Ferreira. O projeto sucede à Tecval (antiga incubadora do concelho) e decorre de uma parceria entre o Município, a Associação Empresarial e a Profisousa (Associação de Ensino Profissional do Vale do Sousa).

Segundo os promotores, a Moveltex propõe-se potenciar as indústrias de mobiliário e têxtil do concelho e insere-se no “Plano Estratégico Paços de Ferreira 2020”, documento que foi desenvolvido pelo Instituto Politécnico do Porto.

O centro de competências contará com a colaboração de Jorge Portugal, que foi consultor para a área da inovação da Casa Civil da Presidência da República cessante.

O gestor previu que o Moveltex vai ser um importante instituto de inovação e empreendedorismo no mobiliário e têxtil, apostando na articulação estratégica dos empresários e desenvolvimento de consórcios para reforço dos produtos nos mercados internacionais.

“Pretende-se afirmar Paços de Ferreira como grande centro do mobiliário e do têxtil na Europa”, defendeu, enquanto aludia à necessidade de incrementar a qualidade e a competitividade internacional dos produtos desenvolvidos pelas indústrias do concelho.

Falando sobretudo para empresários que assistiam aos trabalhos, o presidente a Câmara, Humberto Brito, identificou a sua autarquia como “um aliado das empresas e dos trabalhadores” do concelho. Recordou, a propósito, o trabalho que tem desenvolvido em várias feiras internacionais para apoiar e promover as indústrias locais, com o propósito de afirmar a marca “Capital Europeia do Móvel”.

Sobre a Moveltex, o autarca disse constituir “mais um passo do concelho para abraçar o futuro”.

Humberto Brito destacou ainda a recuperação da economia de Paços de Ferreira encetada no último ano, o que se tem evidenciado, acentuou, na maior diminuição da taxa de desemprego alcançada entre concelhos do norte do país, naquele período.