De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Colunistas

História da amizade luso-belga

Já passaram 42 anos desde que a Bélgica abriu as suas portas aos trabalhadores portugueses através de um acordo bilateral assinado a 29 de Novembro de 1978… Mas a amizade belga-portuguesa começou muito antes deste acordo laboral.

Com efeito, é necessário voltar ao final do século XII para encontrar vestígios da chegada dos primeiros portugueses à actual Bélgica, quando Teresa de Portugal, filha do primeiro rei de Portugal, casou-se com Philippe d’Alsace, Conde de Flandres, em Agosto de 1183.

Alguns anos depois, a condessa Jeanne de Flandre et de Hainaut casou-se com Fernando de Portugal em 1212. Com estas duas uniões, muitos portugueses instalaram-se na Flandres.

Mais tarde, Isabel de Portugal, filha do rei D. João I, casou-se em 1430 com Philippe le Bon, duque da Borgonha. Ela será acompanhada por uma escolta de quase duas mil pessoas: nobres e cavaleiros, companheiras de mulheres, religiosas, estudiosos e artistas.

Após esta emigração “real”, outros portugueses de renome fixaram-se na Bélgica como Damião de Goes, professor da Universidade de Louvain, o escritor Almeida Garrett, primeiro embaixador de Portugal no Reino da Bélgica, ou mesmo Vitorino Nemésio, primeiro professor de Língua e Cultura Portuguesas na Université Libre de Bruxelles entre 1937 e 1939.

De referir ainda que 400 militares portugueses morreram na Batalha de La Lys, em abril de 1918, durante a Primeira Guerra Mundial. Mas, ao todo, o exército português teve perdas de mais de 7.000 homens entre prisioneiros, feridos ou mortos, o que foi considerada a derrota mais pesada do exército português desde a Batalha de Alcácer-Quibir, que data de 1578.

Mais recentemente, existem todos aqueles que vieram para a Bélgica a partir dos anos 1960 por questões políticas e / ou económicas.

Em 1961, 933 portugueses estabeleceram-se na Bélgica. Mas em 1970 eles já eram 7.177.

Apesar de um grande número de portugueses ter decidido regressar a Portugal após a Revolução dos Cravos, ocorrida em 1974, muitos trabalhadores portugueses continuaram a estabelecer-se na Bélgica, pelo que foi assinado um acordo bilateral em 1978 pretendia eliminar a diferença de tratamento entre trabalhadores belgas e portugueses.

Hoje, ou mais precisamente a 1 de janeiro de 2020, a Bélgica contava com 48.979 portugueses, a oitava comunidade estrangeira no país.

Qualquer que seja a data em que nos possamos basear para festejar a presença portuguesa na Bélgica, levanto a minha taça a todos estes anos de amizade! 🥂🇧🇪🇵🇹❤️

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.