De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Coimbra investe 1,2 milhões na Alta histórica da cidade

Coimbra vai investir 1,2 milhões de euros na requalificação do Largo da Sé Velha, da Rua do Quebra Costas e das Escadas e do Beco da Carqueja, na Alta histórica da cidade, anunciou a câmara.

A proposta para abertura do concurso público para a reabilitação e valorização daquela zona da cidade, “dividida em três lotes”, num “investimento global previsto superior a 1,2 milhões de euros”, vai ser debatida na próxima reunião do executivo municipal, agendada para segunda-feira, refere a autarquia numa nota hoje divulgada.

A intervenção, “prosseguindo com a requalificação do centro histórico da cidade”, no âmbito do Plano Estratégico de Desenvolvimento Urbano, pretende “melhorar a mobilidade pedonal na Alta da cidade, nomeadamente através da introdução de passadeiras de conforto”, afirma a câmara, presidida pelo socialista Manuel Machado.

Envolvendo um custo da ordem de 650 mil euros, as obras no Largo da Sé Velha preveem “também o aumento da funcionalidade do local”, mas mantendo “a genuinidade do espaço, recuperando a ideia de praça e estruturando o espaço público, para dar maior protagonismo ao peão”, sublinha a mesma nota.

O município pretende ainda “otimizar a relação do espaço público com o edificado, corrigindo os elementos e as intervenções dissonantes que foram realizadas ao longo do tempo”.

Já a intervenção na Rua e Largo do Quebra-Costas, com um preço-base de cerca de 430 mil euros, projeta a repavimentação, com “materiais de maior resistência e atrito”, deste trajeto, a maior parte do qual em “escadaria, com degraus altos e de acentuado declive”.

O Quebra-Costas (designação pela qual vulgarmente é conhecido este percurso) integra-se numa das “zonas mais movimentadas da Alta de Coimbra” e é “parte essencial da ligação [pedonal] da Universidade à Baixa, desde o Largo da Sé Velha ao Arco de Almedina, a principal porta da antiga cidade”.

Implicando um investimento de quase 120 mil euros, “a requalificação das Escadas e do Beco da Carqueja também passa pela remodelação das infraestruturas, para além da melhoria das condições de acessibilidade, eliminando barreiras arquitetónicas e repavimentando a via, tornando o percurso e o acesso às habitações mais seguro e confortável”, refere a câmara.

A empreitada prevê ainda a “revisão das infraestruturas, com a passagem da rede elétrica para subterrânea”, e a instalação de iluminação LED e de rede de gás natural, e a remodelação da rede de abastecimento de água.

A câmara prevê um “investimento global” superior a 3,5 milhões de euros nesta área da cidade, onde já estão concluídas as obras de requalificação de diversas ruas e largos e estão em curso obras de reabilitação de diversas outras artérias.

Em julho deste ano, foi aprovado o concurso público para requalificar as ruas Borges Carneiro, do Norte e de São João, e o Largo José Rodrigues, implicando um “investimento previsto” de mais de 745 mil euros, salienta ainda a câmara.