De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Colunistas

Beijo-te

beijo-te
sinto o teu arfar em polvoroso arraial
o teu olhar é uma procissão de sóis e flores
o teu corpo uma divindade no andor da minha veneração
apregoo a tua boca

abraças-me
dançamos na praça do júbilo
deito-me contigo
nus os corpos recriamos o verão
ouço sonora a filarmónica da tua pele
a minha respiração fantasia delírios
de repente rebenta agosto nos teus seios rubros de sugá-los
bebo o vinho da tua sede
repicam os sinos do teu cheiro
o meu sangue decanta loucuras
no altar do prazer celebramos o amor
morremos e ressuscitamos
beijas-me
és deusa milagre sumptuária capela
perpétua aparição rainha
oração este tanto querer-te
religiosidade o meu deslumbramento

o meu coração é a maior fábrica
de pirotecnia do mundo
a minha alegria um exuberante
e esplêndido fogo de artifício

dm

 

Esta publicação é da responsabilidade exclusiva do seu autor.