De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Europa

Agroindustrial do Centro na vanguarda das embalagens inteligentes

A ‘InovCluster’ formalizou a constituição de um agrupamento europeu de interesse económico, no âmbito do setor das embalagens inteligentes e ativas na Europa, que visa contribuir para o desenvolvimento da atividade económica, foi anunciado.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a InovCluster – Associação do Cluster Agroindustrial do Centro, explica que a formalização da constituição do Agrupamento Europeu de Interesse Económico, o ‘Ad-Pack EEIG’ (European Economic Interesting Group), decorreu recentemente em Praga.

“O objetivo do Ad-Pack EEIG é apoiar as PME europeias no acesso facilitado às cadeias de valor globais e aos mercados globais, quer ao nível comercial, quer ao nível da investigação e desenvolvimento de novos produtos e serviços, no setor das embalagens inteligentes e ativas, procurando também responder aos desafios da sustentabilidade”, explica a presidente da InovCluster, Cláudia Soares.

Além da InovCluster, tem como membros fundadores os ‘clusters’ Nanoprogress, da República Checa (setor das nanotecnologias); Balticnet-Plasmatec, da Alemanha (setor das tecnologias plasma), e Plastiwin, da Bélgica (setor dos plásticos).

O ‘Ad-Pack EEIG’ é uma entidade jurídica de caráter internacional e de tipo associativo, com objetivos económicos e não lucrativos, que visa facilitar e contribuir para o desenvolvimento da atividade económica dos seus membros e aumentar os resultados da sua atividade, através da partilha de recursos, atividades, capacidades e competências.

Tem como visão a combinação de diferentes especialidades, áreas de conhecimento e cadeias de valor para fomentar a criação de negócios e a inovação no setor das embalagens inteligentes e ativas.

A sua missão passa por gerir uma entidade sustentável com prestação de serviços de alto valor acrescentado para as PME europeias, a promoção da inovação em cooperação com as entidades do Sistema Científico-tecnológico e a criação de condições para o estabelecimento de negócios na Europa ou internacionais.

Tem ainda como objetivo a promoção e fortalecimento da cooperação entre os ‘clusters’ europeus e os seus membros.

“A InovCluster está confiante de que este passo vai apoiar o desenvolvimento deste setor, de elevada importância para o setor agroalimentar e em particular para Portugal, onde há necessidades concretas às quais urge responder e para as quais ainda não há soluções no mercado”, sublinha Cláudia Soares.

A título de exemplo, a responsável pela InovCluster refere-se à necessidade, ao nível de embalagens, para a conservação de alimentos que permitam maiores tempos de vida útil, um fator muito importante para responder à aposta do país na internacionalização do setor agroalimentar e deste modo permitir o acesso de cada vez mais produtos alimentares portugueses aos mercados externos.

Outros exemplos são o desenvolvimento de embalagens que, através de soluções tecnológicas, comunicam ao consumidor informações importantes acerca do produto, a prevenção de contrafação, a utilização de embalagens que, através de atmosferas modificadas, podem interagir com os alimentos no seu interior, garantindo assim determinadas propriedades, entre outras aplicações.

“Consideramos que o enorme potencial deste setor não se circunscreve apenas ao setor em si, mas extravasa para o espaço intersetorial, que dele também pode beneficiar. É, portanto, no âmbito das relações de complementaridade entre os vários setores que surge a parceria do projeto AdPack, com foco no desenvolvimento e internacionalização de novas embalagens aplicadas ao setor agroalimentar”, conclui.