De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Turismo do Porto: lampreia de Castelo de Paiva atrai visitantes à região

O vice-presidente do Turismo do Porto e Norte disse este sábado que o Festival da Lampreia de Castelo de Paiva é um bom exemplo de um município que aposta nas “condições naturais de ótima qualidade” para atrair visitantes.

“Esta região tem condições endémicas tremendas. Castelo de Paiva tem aqui uma pérola para continuar a trabalhar”, afirmou Jorge Magalhães, apontando para o rio Douro.

O dirigente discursava na abertura da segunda edição do Festival da Lampreia e do Sável, evento que vai prosseguir até domingo, numa tenda gigante, montada junto ao porto fluvial de Sardoura, na margem esquerda do rio Douro. No certame, vários restaurantes do concelho servem lampreia em menus que proporcionam preços acessíveis.

Jorge Magalhães disse que o norte do país, ao nível do turismo, vive “um momento determinante de afirmação nacional e internacional”, recordando que a cidade do Porto é a grande porta da entrada da região. No entanto, observou, os concelhos de periferia, como o de Castelo de Paiva, podem ter “um papel importante” para diversificar a oferta junto dos milhares de turistas que visitam regularmente o Porto, mas pretendem prolongar a sua estadia na região, “aproveitando a estrada fluvial que é o Douro”.

“Estão reunidas as condições para que tudo possa dar certo nessa estratégia”, acrescentou.

O presidente da Câmara de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha, concordou com o representante da entidade regional de turismo, e recordou que o festival da lampreia se realiza no contexto de uma “estratégia de afirmação territorial” definida para o concelho que passa por potenciar o Douro e outros recursos naturais, como as serras e o rio Paiva, na ótica turística.

A gastronomia local, na qual se destaca a lampreia, e o vinho verde produzido no concelho são outros elementos de atratividade.

O autarca recordou, a propósito, vários investimentos de qualidade que estão a ser realizados junto ao Douro, no seu município, nomeadamente um passadiço de grande extensão na frente ribeirinha, infraestruturas de acostagem de embarcações turísticas e zonas de lazer.

A ideia, vincou, é dotar o concelho de excelentes condições de atratividade para todos os que o pretendam visitar, desfrutando das suas “características naturais ímpares”.

O presidente da câmara exortou ainda os agentes privados do concelho para aproveitarem os recursos financeiros que existem atualmente ao nível dos fundos comunitários para apostar em projetos turísticos que potenciem as riquezas naturais do concelho e que fortaleçam a aposta estratégica de Castelo de Paiva.