De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Sociedade Portuguesa de Autores assinala Dia do Autor Português

A Sociedade Portuguesa de Autores (SPA) assinala esta terça-feira o Dia do Autor Português, numa cerimónia que marca os 93 anos daquela cooperativa e durante a qual será entregue o prémio José Mariano Gago para melhor livro de ciência.

O prémio da SPA foi atribuído, na sua edição de estreia, à coleção “Obras Pioneiras da Cultura Portuguesa”, que reúne 80 livros em 30 volumes e que junta, pela primeira vez, documentos de humanidades e ciências.

A coleção “Obras Pioneiras da Cultura Portuguesa”, publicada sob a égide da Universidade de Coimbra e da Universidade Aberta, com o apoio da Fundação Gulbenkian e da Biblioteca Nacional, é coordenada pelos investigadores Carlos Fiolhais e José Eduardo Franco e publicada pelo Círculo de Leitores.

A SPA vai ainda atribuir o prémio de Consagração da Carreira a José Pacheco Pereira e serão também distinguidos com a Medalha de Honra da SPA o historiador Fernando Rosas, o professor universitário e presidente da Academia das Ciências Artur Anselmo, a jornalista e escritora Maria Antónia Palla, a Fundação Champalimaud, o Museu da Ciência da Universidade de Coimbra, o Museu do Aljube, Carlos Tê, Tino Costa, a Associação dos Deficientes das Forças Armadas e a Cooperativa António Sérgio para a Economia Social (CASES).

A cerimónia, a realizar-se a partir das 18:00 na sala-galeria Carlos Paredes, em Lisboa, vai ser dirigida pelo presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, “também associado da SPA e filho de um cooperador que foi há anos distinguido com a Medalha de Honra da instituição”.

A mensagem do dia vai ser lida pelo realizador António-Pedro Vasconcelos e, no âmbito da sessão, vai ser lançada a antologia de poesia lusófona “Coração Navegante” e apresentado o disco “Não sou o único”, em homenagem a Zé Pedro, dos Xutos & Pontapés.

A SPA vai também entregar os prémios Pró-Autor ao radialista António Miguel, a Mário Assis Ferreira, à Feira do Livro de Lisboa e à Monstra.

A cerimónia inclui uma atuação de Fernando Tordo, que vai ser também homenageado pela SPA nos 50 anos de carreira.