De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Colunistas

Reentradas atabalhoadas e desastradas

Olá, olá, como vai querida leitora e estimado leitor? Espero que bons como o milho! Pois é… aqui estou eu novamente com os meus escritos nada sensatos nem ajuizados para tentar animar a malta e arrancar uns sorrisos marotos nesta ‘rentrée’ pós-férias que a todos custa, oh se custa. Assim, hoje decidi falar-vos das reentradas atabalhoadas e desastradas que marcaram, passe o pleonasmo, a ‘rentrée’ social, política e desportiva.

Vamos começar pela reentrada mais atabalhoada, desastrada e espectacular de todas e que foi a de António Costa a passar revista às tropas angolanas em calças de ganga. António Costa mostrou assim a todos que é daqueles tipos durões que, se preciso for, vai para a guerra em cuecas.

Também Ronaldo foi o protagonista (nesta caso, involuntário) de uma reentrada completamente estapafúrdia só por fazer uma espécie de ‘cafuné’ a Murillo e que lhe valeu vermelho directo: o juiz de baliza não gostou, provavelmente, porque deve ter ficado com ciúmes… quereria ele que Ronaldo tivesse feito o ‘cafuné’ na sua cabecinha enquanto segurava o apito de CR7 entre os lábios? Devaneios eróticos de um árbitro alemão… “Sie aipainhou aisse failhou dea poutea dou airburtrou, ismaiguilhe uos tãomataes tãodinhous” – já ameaçou Dona Dolores.

E por falar em juízes, o que dizer da reentrada mais do que desastrosa dos magistrados do Tribunal da Relação do Porto que desvalorizaram a violação de uma mulher numa discoteca em Vila Nova de Gaia, quando esta estava desmaiada? E pior ainda: E não é que esta sentença foi corroborada pelo Conselho Superior da Magistratura? Relembro que para o Tribunal de Relação, “a ilicitude [praticada] não é elevada”, uma vez que não há danos físicos [ou são diminutos] nem violência”. Como se vê, juízes, sejam os do apito sejam os do martelo, decidem descaradamente a favor do infractor sempre que lhes apetece, fazendo os bandidos acreditarem que o crime compensa! Se esta sentença fizer jurisprudência, Portugal passará a ser um paraíso para os violadores. Cada vez mais me convenço de que os juízes portugueses vivem em plena Idade Média e que têm falta é de apanhar uma Serena Williams pela frente!

E que dizer da reentrada desastradíssima de Marcelo com a questão da nomeação da Procuradora Geral da República? Até já estou a imaginar a conversa entre Marcelo e Costa:

“-Então Costa, o que achas de afastar a procuradora que fez a vida negra ao meu amigo Salgado e ao teu amigo Sócrates?

-Queg Aahg ahg ahg…

-Ficaste gago foi?

-Ahgagh ahgah ahgagh…

-Ok, já percebi… fica a Gago e não se fala mais nisso!”

Pessoalmente acho muito bem a Procuradora continuar a ser uma mulher porque as mulheres têm muito mais talento para procurar do que os homens! Eu, por exemplo, quando não consigo encontrar alguma coisa, peço à minha mulher para a encontrar que ela encontra-a logo…

Outro que teve uma reentrada apoteoticamente atabalhoada, a como já nos vem habituando, foi Donald Trump, personagem principal do livro “Full Disclosure”, uma autobiografia da actriz porno Stormy Daniels, onde esta descreve o pénis do presidente norte-americano: “Trump tem um pénis incomum, tem uma enorme cabeça de cogumelo”. A avaliar pela discrição de Daniels e pelo temperamento de Trump, diria que é o chamado “Pénis explosão nuclear”…

Bono foi outro que teve uma reentrada desastrada ao ficar sem voz durante um concerto em Berlim. Já há quem lhe chame o ‘Bono No Vox’…

No entanto, uma das mais horrorosas reentradas cabe a Cristina Ferreira, que a propósito da sua saída da TVI, disse: “Foi como a morte da princesa Diana. As pessoas não estavam preparadas”. De facto, as pessoas nunca estão preparadas para tanta falta de sensibilidade e tanta falta de noção do ridículo…

E agora a reentrada que fez desabar os meus sonhos de criança: a revelação de que Egas e Becas, inquilinos do apartamento da cave 123 da Rua Sésamo, afinal são e sempre foram um casal homossexual. Talvez por isso, sempre que o Egas se encontrava virado de costas, o Becas lhe dizia: “Abre-te Sésamo!”

No campo desportivo tivemos a reentrada completamente atabalhoada, com tanto de espectacular quanto de aparatoso, da e-toupeira que veio provar ao país e ao mundo que é mais fácil entrar ilegitimamente na base de dados da Segurança Social e do Sistema Informático do Ministério da Justiça, do que entrar legalmente no site do Portal das Finanças para fazer a entrega do IRS, (principalmente nos últimos dias do prazo legal). De todo este processo não me admiraria nada que a águia Vitória engravidasse da e-toupeira e na próxima época a mascote do Benfica fosse a “a-toupeira”: a águia-toupeira…

Por Terras de Vera Cruz tivemos uma reentrada completamente desastrada para o candidato da extrema-direita, Jair Bolsonaro, que sofreu um ataque com uma faca por parte de um militante de esquerda. Não deixa de ser curioso que Bolsonaro, acusado de racismo por parte dos seus adversários políticos, tenha sido atacado precisamente por uma arma… branca. Escusado será dizer que o ambiente da campanha para as presidenciais do Brasil está de cortar à faca…

Rui Rio foi o líder partidário que teve uma das entradas mais atabalhoadas ao apoiar Catarina Martins em impostos contra a especulação imobiliária. Mais um pouco e Rui Rio está a fumar uns charros com o pessoal do bloco enquanto apoia a legalização da prostituição. Bruno de Carvalho, ex-presidente do Sporting, conseguia ser mais coerente com as suas ideias e com a ideologia que seguia e professava do que o líder do PSD. Talvez por isso tenha surgido agora André Ventura a lançar um movimento para destituir Rui Rio antes que o PSD seja destruído. Com Ventura no PSD uma coisa é certa: nem Rui Rui nem ciganos!

Em Espanha, o líder do governo espanhol, Pedro Sánchez, teve uma reentrada trapalhona, acusado de ter plagiado partes da sua tese de doutoramento. É caso para dizer: De Espanha nem bons ventos nem bons doutoramentos…

Nos EUA, Cynthia Nixon (Miranda Hobbes em ‘Sex and the City’) teve uma reentrada desastrada ao perder as primárias do Partido Democrata para o cargo de governadora de Nova Iorque. Perdeu a Cidade, resta-lhe o Sexo…

Reentrada deprimente para Mário Nogueira que deve estar a dormir ou doente ou assim! Afinal o ano lectivo já começou há duas semanas e o homem ainda não fez nenhuma greve! Está a perder qualidades… Ok, a Fenprof acabou agora mesmo de anunciar uma greve de professores para a primeira semana de Outubro. Espertos: as temperaturas convidam a uma prainha…

Reentrada porno-atabalhoada para João Ribas, director artístico demissionário do Museu de Serralves, depois de a administração ter limitado a maiores de 18 anos uma parte da exposição dedicada ao fotógrafo norte-americano Robert Mapplethorpe, comissariada pelo próprio João Ribas, e ter imposto a retirada de algumas obras com conteúdo sexualmente explícito. Para Ribas os pénis grandes eram todos para serem mostrados, sem restrições, e ponto final. E fica aqui a eterna questão: até que tamanho pode ser considerada arte um órgão sexual? Claro que o BE quer ouvir o director demissionário de Serralves no Parlamento. E pronto, lá se vai falar de pilinhas e de maminhas no parlamento a par do OE2019. Assim sempre pode ser que, entusiasmado com as mamocas, o ministro das finanças lá aumente os funcionários públicos e os reformados…

Reentrada trapalhona também para o Ministro da Saúde que recuou na intenção de deslocalizar o Infarmed para a cidade do Porto, depois de, a par com Costa, ter dito e repetido vezes sem conta que a decisão de levar o Infarmed para o Porto estava definitivamente tomada e que não haveria recuos! Se o problema são os funcionários, então que se se deslocalize o Infarmed para Pedrógão Grande. É que tenho a certeza que Valdemar Alves, presidente da Câmara de Pedrógão, há de arranjar forma de colocar a Autoridade Nacional do Medicamento a trabalhar a todo o vapor, nem que para isso tenha que recorrer a familiares seus…

Uiii, uiii… uma reentrada imóvel e a dar o flanco ao adversário! Foi desta forma que os taxistas reentraram na nova época, a protestarem contra a Lei que regula as plataformas electrónicas de transporte: parados! Aposto que a Uber e a Cabify nunca fizeram tanto volume de negócios como durante estes dias em que os táxis têm estado parados. É que depois os clientes habituam-se a estas plataformas eletrónicas e não querem outras coisa…

Atabalhoada e taralhouca de um todo parece estar Theresa May nesta sua reentrada e tudo por causa do maldito Brexit que mais parece um fantasma a persegui-la 24 horas por dia, ou melhor, 12 horas a.m. sobre 12 horas p.m. Contudo, uma coisa parece certa: o Reino Unido pode sair da União Europeia mas a União Europeia jamais sairá do Reino Unido por mais tentativas esforçadas que os Farages com cara de totó façam. Ah, e agora querem um bom acordo, não querem? Mas, pelos vistos, a UE está a encostar Theresa May contra a parede! Ai grande Juncker! É assim mesmo! Mesmo com a tua ciática mostra a essa bifa mal passada como é que se faz uma boa negociação à boa maneira europeia: Uma bem dada contra a parede!

E, por último, estava prevista a reentrada do Outono no passado domingo mas infelizmente este foi impedido de entrar em cena por um Verão atabalhoadamente escaldante e armado em parvo e que se recusa em ir embora à sua vida! Estou mesmo convencido que o Outono foi feito refém pelo Verão depois deste o ter raptado no domingo quando se preparava para mudar de comboio na estação “aequus nox”…

Daniel Luís