De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Mundo

Papa promete visita a Moçambique em 2019

O Papa recebeu em audiência privada o presidente de Moçambique, que o convidou a visitar o país lusófono em 2019.

“No prosseguimento da minha visita ao Vaticano, o Papa Francisco, aceitou o convite, por mim formulado, de visitar Moçambique”, escreveu Filipe Nyusi, numa publicação partilhada nas redes sociais, já após ter dito aos jornalistas, no Vaticano, que o pontífice visitaria o país no próximo ano.

O presidente moçambique manteve uma conversa animada com Francisco, a quem ofereceu um quadro que representa uma menina a escrever num papel.

Ao sair da sala, Nyusi disse aos jornalistas que integravam a “pool” que acompanhou a visita que o Papa viajaria a Moçambique.

“Se estiver vivo”, retorquiu Francisco, em espanhol, com um sorriso, após ouvir o chefe de Estado moçambicano.

O Papa quis ainda elogiar o trabalho levado a cabo no país para manter a paz.

“Temos de continuar a trabalhar como uma equipa”, recomendou.

O único Papa a visitar Moçambique foi São João Paulo II, de 16 a 19 de setembro de 1988, no contexto de uma viagem alargada a África.

Filipe Nyusi terminou uma visita de dois dias ao Vaticano, onde quis agradecer o apoio nos esforços de manutenção de paz em Moçambique e em projetos de desenvolvimento social e económico.

Em comunicado oficial, a Santa Sé refere que o responsável se encontrou com o secretário de Estado do Vaticano, cardeal Pietro Parolin, acompanhado pelo secretário do Vaticano para as Relações com os Estados, D. Paul Richard Gallagher.

As duas partes destacaram as “boas relações” bilaterais e o contributo da Igreja Católica “em muitos setores da sociedade”.

“Falou-se depois da situação sociopolítica no país, bem como da evolução do processo de reconciliação nacional, manifestando o desejo de que se possa chegar a uma paz estável e duradoura”, acrescenta a nota divulgada à imprensa.

A luta contra a pobreza e a corrupção, além da cooperação económica de Moçambique com outros países, foram temas debatidos nos encontros desta manhã, informa o Vaticano.