De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Mundo

Papa apela à solidariedade

O Papa Francisco assinalou no Vaticano o início do tempo da Quaresma, convidando os católicos a dar maior atenção à oração e à solidariedade.

“Convido todos a entrar neste tempo de conversão dando mais espaço nas vossas vidas à oração e à partilha com os mais pobres. Desejo a todos uma boa Quaresma”, disse aos peregrinos reunidos na Praça de São Pedro, para a audiência pública semanal.

No primeiro ato público desta Quarta-feira de Cinzas, o Papa falou num “tempo de graça para a preparação da Páscoa.

“Nestes 40 dias somos convidados, com a oração, o jejum e as obras de caridade, a ser cada vez mais um só coisa com Cristo”, observou.

Francisco realçou que nas Missas de hoje, os participantes vão ser assinalados com uma cruz de cinzas, acompanhada pelo convite ‘arrependei-vos e acreditai no Evangelho’.

“Disponhamos os nossos corações para viver este tempo em união com Cristo que sofre, o qual, com a sua paixão e morte na cruz, nos redimiu, para que livres do pecado possamos participar na santidade do próprio Deus”, apelou.

A Quaresma, iniciada com a celebração de Cinzas, é um período marcado por apelos ao jejum, partilha e penitência, que serve de preparação para a Páscoa, a principal festa do calendário cristão.

O Papa rezou para que neste “tempo de graça e misericórdia”, os católicos possam ter um “coração purificado”.

Para os peregrinos de língua portuguesa, presentes no Vaticano, Francisco invocou a proteção da Virgem Maria: “Que Ela vos tome pela mão durante os próximos quarenta dias, ajudando-vos a ficar mais parecidos com Jesus ressuscitado. Desejo-vos uma santa e frutuosa Quaresma!”.

Ao percorrer a Praça de São Pedro no papamóvel, o pontífice deu “boleia” a um grupo de crianças, num dia de chuva e frio que não demoveu alguns milhares de pessoas de acorrer à Praça de São Pedro.

“Se a alma está na alegria, é sempre um bom dia”, disse o Papa, brincando com o mau tempo.