De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Europa

Mundial2018: Pepe diz que seleção sente o calor do apoio de todos os portugueses

O defesa Pepe afirmou este domingo que a seleção portuguesa de futebol sente “o calor do apoio de todos os adeptos portugueses” e é por eles que vai deixar tudo em campo no jogo com o Irão, do Mundial2018.

Na antevisão ao jogo de Saransk, Rússia, da terceira e última jornada do Grupo B, em que se disputa uma vaga dos oitavos de final, o experiente jogador reconheceu que mesmo quando os adeptos lusos estão em minoria nas bancadas, o apoio dado é sentido pela equipa no relvado.

“Ainda no último jogo, em que estavam 75 mil pessoas no estádio, e a maioria era marroquina, sentimos esse apoio dos portugueses que lá estavam e por quem nós corremos. Lutamos por eles e por aqueles que estão por todo o mundo, pois sentimos o calor do apoio que nos têm demonstrado. Vamos entrar em campo com o intuito de deixar tudo, para honrar a nossa camisola e o nosso povo”, disse.

Pepe contestou a ideia de que a passagem aos oitavos de final está garantida, vincando “humildade e respeito pelo adversário” e, sobretudo, consciência “das dificuldades que o Irão vai causar”.

“É um ponto favorável não pensarmos que a passagem está garantida. Temos muito respeito pelos adversários e a humildade de reconhecer que é um jogo muito importante para todos, onde é preciso muita entrega, luta e superação. É isso que Portugal demonstra a cada jogo”, afirmou.

O defesa central prometeu, por isso, que a seleção vai encarar o embate com os iranianos “com muita vontade de vencer e companheirismo” considerando que tal será um dos pontos mais fortes da equipa: “Vamos ser nos próprios, aguerridos e solidários tal como temos mostrado”.

O jogador, que atua no Besiktas, da Turquia, foi confrontado com alguma polémica em torno das atuações do videoárbitro, nomeadamente em duas situações que o envolveram.

“No lance que deu um dos golos à Espanha, o próprio Diego Costa já o comentou, penso fomos penalizados. Contra Marrocos não entendo tanta polémica, porque as câmaras e o próprio VAR viram que eu estava a ser puxado. De uma coisa tenho a certeza, se não fosse golo do Cristiano Ronaldo, era penálti para Portugal”, vincou.

Ainda assim, Pepe não quis alimentar mais controvérsias, e mesmo considerando que “errar é humano”, mostrou a convicção de que os árbitros “não estejam para prejudicar”.

Portugal defronta esta segunda-feira o Irão, em jogo da terceira jornada do grupo B do Campeonato do Mundo da Rússia, que se realiza em Saransk, às 21:00 (19:00 em Lisboa), com arbitragem de Enrique Cáceres, do Paraguai.