De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Desporto

Mundial2018: no cômputo geral Portugal foi mais prejudicado pelo VAR afirma selecionador

O selecionador português de futebol considerou esta quarta-feira que no cômputo geral da fase de grupos do Mundial2018 Portugal foi mais prejudicado pelo videoárbitro (VAR), dando como exemplo o penálti que custou o empate 1-1 com o Irão.

“Falei com dois diretores da Internacional Board (da FIFA). Dos 15 lances avaliados pelo VAR só houve um erro de arbitragem, a marcação do penálti no jogo com irão”, exemplificou.

Apesar das queixas sobre o VAR, que poderão ter custado o primeiro lugar no grupo B, derivando a formação das ‘quinas’ para o lado da competição com opositores teoricamente mais complicados, Fernando Santos diz que a arbitragem é tema que não o preocupa.

“Não me preocupa. Não me preocupam os árbitros, não penso nos árbitros nem vou saber quem são – vou saber, apenas porque gosto de os cumprimentar e saber a linga que falam -, pois tenho é de jogar e ganhar. O resto não me interessa”, reforçou.

Também diz ser irrelevante o facto de Portugal ter sido segundo no grupo e defrontar o Uruguai – e não a Rússia – num lado da grelha competitiva, que, em teoria, lhe apresenta adversários mais poderosos.

“Sempre quis jogar com os tubarões… Gosto de jogar com os tubraões. Dá-me um certo jeito”, ironizou.

Refutou ainda as críticas de que, frente ao Irão, William Carvalho foi lento e emperrou a organização do jogo luso.

“A melhor resposta para essa critica é a estratégia do Irão. Estava a ser completamente dominado, um jogador estava a tomar conta da equipa e do jogo. Estrategicamente, o Irão retirou ao seu avançado a possibilidade de contra-atacar para passar a marcar homem a homem quem estava a ser, na minha opinião, até aquele momento, o jogador mais influente da equipa portuguesa, que era o William”, sentenciou.

Portugal defronta no sábado, em Sochi, o Uruguai, às 21:00, 19:00 em Portugal, em jogo dos oitavos de final do Mundial2018.