De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Motores

Mitsubishi Space Star: um citadino simples e desenrascado

O design exterior foi melhorado com um restyling no ano passado, o Mitsubish Space Star ficou mais interessante, mais bonito e arrojado. Conta agora com luzes de iluminação diurna em LED, uma grelha mais “animada” com uma moldura cromada, assim como uma aplicação cromada no para-choques dianteiro.

As alterações ao design não ficaram por aqui, uma vez que contamos com farolins em LED, vidros traseiros escurecidos, um spoiler traseiro digno de um desportivo e ainda novas jantes de 15 polegadas com dois tons envolvidas em pneus 175/55. Os piscas nos retrovisores fazem o Mitsubishi Space Star parecer de um segmento acima.

O interior não tem o aspeto mais evoluído. Embora seja algo antiquado, funciona na perfeição: todos os comandos estão  “à mão de semear”, à exceção do botão da alteração das informações do computador de bordo, que está inserido no próprio painel de instrumentos, como acontecia nos anos 90.

Felizmente temos uma boa qualidade de montagem, que compensa os materiais mais fracos.

O espaço a bordo não é de excelência, principalmente no que toca aos lugares traseiros: conseguem viajar dois adultos, embora algo apertados. Também o espaço na bagageira podia ser um pouco maior, uma vez que conta apenas com 209 litros de capacidade. Com o rebatimento dos assentos traseiros conseguimos muito mais espaço, precisamente 912 litros.

Ainda no interior há muitas funcionalidades interessantes: chave mãos-livres, botão de ignição, ar condicionado automático, sistema de navegação e multimédia, sistema de start&stop, sistema de monitorização da pressão dos pneus, sensor de luminosidade, sensor de chuva, espelhos retrovisores aquecidos, coluna de direção ajustável em altura, assento do condutor ajustável em altura, cruise-control e controlo por voz.

O sistema de navegação e multimédia da Mitsubishi tem uma boa apresentação e aparece num ecrã de 7 polegadas. Está preparado para Android Auto e Apple CarPlay. É intuitivo e funciona bem.

No painel de instrumentos contamos com indicador de troca de caixa, consumo de combustível, autonomia, distância até à próxima revisão, temperatura exterior e ainda um gráfico que nos ajuda a poupar carburante. Este gráfico funciona com luzes verdes e vermelhas que se alteram consoante a pressão aplicada no pedal do acelerador. É graças a ele que conseguimos perceber se estamos a acelerar demais ou não.

O pequeno Mitsubishi Space Star conta com um motor 1.2 litros a gasolina atmosférico que pouco ou nada tem para avariar. Tem 106Nm de binário e 80cv que se traduzem numa aceleração dos 0 aos 100km/h em 11,7 segundos antes de atingir uma velocidade máxima de 180km/h.

O interessante neste motor 1.2 DOHC de três cilindros são mesmo os consumos que conseguem ser melhores do que os de automóveis com menor cilindrada e sobrealimentados para uma maior potência. No caso do Mitsubishi Space Star é possivel realizar consumos de 5,4 litros a cada 100km em percursos mistos e ainda conseguimos andamentos algo vivos e notáveis devido ao barulho do motor que se faz ouvir bem, devido a uma insonorização menos boa.

O que está realmente garantido é a fiabilidade, ou a Mitsubishi não ofereceria 5 anos de garantia ou 100.000km.

No que toca ao comportamento dinâmico, sabemos que o Mitsubishi Space Star não é um automóvel de corridas. Podemos dizer que é prazeroso conduzi-lo em cidade, não só pelo ângulo de viragem surpreendente como também pela agradabilidade da caixa e do motor. O comportamento em curva poderia ser melhor e a direção está longe de ser a mais comunicativa, ainda assim, é um automóvel divertido de guiar, que preencherá sem duvida alguma os requisitos de quem queira um automóvel, barato, fiável, bem equipado e “desenrascado” na cidade.

Em 2013, na altura do seu lançamento, o Mitsubishi Space Star conseguiu 4 estrelas nos testes EuroNCap, que eram certamente menos exigentes relativamente ao panorama atual. Conseguiu 90% na protecção dos adultos, 72% na protecção das crianças, 73% na protecção de peões e 55% nas ajudas à condução.

MAIS CARROS EM CAR ZOOM