De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Milhares de escuteiros em Fátima este fim-de-semana

O chefe Paulo Santos, da equipa da Peregrinação Nacional de Escuteiros a Fátima, disse à Agência ECCLESIA que esta iniciativa, marcada para 8 e 9 de outubro, quer ser um marco significativo, rumo ao Centenário das Aparições.

“Vamos oferecer a todos a oportunidade de fazer uma peregrinação a pé que vai permitir oração individual, coletiva, reflexão, e também aprender um pouco da história das localidades, da história dos Pastorinhos e toda a envolvência que o Santuário aporta para estas situações”, explica o dirigente do Corpo Nacional de Escutas (CNE).

Paulo Santos destaca que os escuteiros vão chegar a Fátima com uma preparação, “uma reflexão” que entendem ser necessária depois para, “em silêncio”, se dirigirem à Capelinha das Aparições para uma oração coletiva, por agrupamento, e depois, para que “cada um tenha a sua oração individual”.

Com o tema ‘10.100FM – sintoniza-te nos trilhos da misericórdia’, a peregrinação nacional de escuteiros vai proporcionar também aos agrupamentos contactarem e interagirem com diversas instituições, missões, organismos presentes em Fátima.

O chefe Paulo Santos integra a equipa da iniciativa nacional e destaca que a “particularidade significativamente importante” dessas visitas como a passagem pelo Carmelo e a oportunidade de “conhecê-lo melhor e saber um pouco qual é a missão, o objetivo dos religiosos”.

“Vão sair de Fátima com uma imagem diferente”, observa.

Das diversas atividades escutistas e momentos de participação na programação do Santuário de Fátima destaca-se um painel comemorativo, ou seja, a construção de uma escultura em azulejo português, que “todos os agrupamentos vão pintar”.

“Vamos deixar um painel gigante, na capela da casa do escuteiro em Fátima, que vai ser a súmula de todos os agrupamentos e vai perpetuar esta peregrinação. Todos vão ter a oportunidade de deixar a sua marca, enquanto escuteiro, no Centenário das Aparições”, assinala o dirigente.

O Corpo Nacional de Escutas é um movimento escutista católico e “não há nenhuma atividade” que possa ser encarada “sem esta preocupação da relação com a fé” que todos partilham e no centenário da Mãe do escuta estarem reunidos em Fátima “é um reforço, um nó dos mais fortes” que praticam.

A primeira peregrinação nacional organizada pelo CNE ao santuário mariano da Cova da Iria realizou-se em 2006 e o chefe Paulo Santos destaca que nestes dois anos “há vários fatores” que foram impulsionadores para promoverem novamente essa iniciativa nacional, nomeadamente o Centenário das Aparições de Nossa Senhora aos pastorinhos e o Jubileu da Misericórdia.

“Entendeu-se que seriam oportunidades fantásticas de nos reunirmos todos, em oração, reorganizando este conceito de peregrinação nacional”, acrescenta o entrevistado, destacando que nos dias 8 e 9 de outubro têm a particularidade de terem a companhia dos irmãos de outras associações como a Fraternidade de Nuno Álvares, a Associação de Escoteiros de Portugal e delegações de Espanha e França.

Com o tema ‘10.100FM – sintoniza-te nos trilhos da misericórdia’, a peregrinação nacional ao Santuário de Fátima nos dias 8 e 9 de outubro está estruturada em quatro etapas – peregrinar; interpretar, vivenciar, celebrar.