De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Europa

Investigadores questionam veracidade da versão dos pais de Maddie

Mais de 10 depois do desaparecimento da menina há novos desenvolvimentos e conclusões por parte de investigadores britânicos, que inclui alguns portugueses, que acreditam que a menina terá morrido antes de 3 de maio, data em que os pais dizem que Maddie McCann terá desaparecido, revela o site Impala.

Este grupo de investigadores enviou uma carta à primeira-ministra do Reino Unido, Theresa May, e à comandante da Metropolitan Police Cressida Dick onde criticaram a forma como as autoridades inglesas conduziram a investigação. A carta só teve uma resposta formal onde referia que as informações enviadas seriam transmitidas às autoridades policiais encarregues da investigação.

Após a resposta, o grupo de investigadores decidiu escrever à Procuradora-Geral da República, Joana Marques Vidal. Nessa carta todas as conclusões a que os investigadores chegaram foram transmitidas à PGR e apontam para «o facto de ser quase certo que a criança tenha morrido entre a tarde de domingo e segunda-feira, dias 29 e 30 de Abril».

Uma das provas que sustentam as conclusões destes investigadores é a última foto apresentada pelos pais de Maddie que teria sido tirada, segundo os McCann, no dia 3 de maio, altura em que a criança desapareceu. Mas “à hora do almoço de quinta-feira, dia 3 de maio, o céu estava nublado e o tempo frio (17 graus). Isto pode ser comprovado através de um conjunto alargado de dados meteorológicos e fotografias. Em contraste, o tempo no domingo, à hora do almoço estava ensolarado e bastante quente (21 graus). Na segunda-feira, uma frente fria trouxe tempo mais frio e nublado, com alguma chuva. Este estado do tempo manteve-se até sexta-feira”, lê-se na carta.