De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Investigador brasileiro diz que número de imigrantes em Portugal é superior aos dados oficiais

O investigador brasileiro Marcelo Migowski Ferreira considera que o número de brasileiros a viver em Portugal é superior à estatística oficial, salientando que muitos vivem de modo ilegal.

Autor do livro “Destino Portugal, Sonho ou Realidade?”, Marcelo Migowski Ferreira explicou que o número de brasileiros em Portugal tem vindo a aumentar no último ano, após um decréscimo nos anos anteriores., uma situação agravada pela crise económica e pela violência nas ruas.

“Eu não tenho as estatísticas completas e não posso garantir que a maioria dos brasileiros que moram em Portugal são ilegais. No entanto, conheci muitos nesta condição. Portugal hoje não tem noção exata do número de pessoas de outras nacionalidades que estão morando no país ilegalmente. É uma nuvem desconhecida”, disse à Lusa.

Segundo informações do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF) de Portugal em relação a 2016, os imigrantes com a nacionalidade brasileira somam 81.251 pessoas registadas, ou seja, 20% do total de imigrantes, mantendo-se como a principal comunidade estrangeira residente no país.

“Por viajar muito a Portugal e encontrar brasileiros trabalhando em condições desfavoráveis no país decidi escrever um livro” para os ajudar a ultrapassar os problemas de legalização.

“Sempre que eu conversava com eles via que muitos passaram por dificuldades já que demoravam muito para se legalizar, conseguir documentos e um contrato de trabalho”, acrescentou.

O autor contou que optou por uma escrita didática, indicando um guia prático sobre os tópicos importantes para ajudar os imigrantes neste processo de transição, citando informações sobre o acesso à nacionalidade de lusodescendentes e as formas legais de ingresso em Portugal para os não descendentes.

A obra inclui informações sobre da lei de nacionalidade, arrendamento e compra de imóveis, leis laborais, transferências de recursos financeiros, inscrições escolares e os vários tipos de acordos entre Brasil e Portugal.

“O roteiro do livro trata da reorganização de uma família do ponto de vista social, económico e político em Portugal”, frisou.

Para Migowski Ferreira, a falta de informação sobre os acordos diplomáticos afeta a vida concreta das pessoas, dando o exemplo de uma pessoa que viveu ilegalmente no país durante 3 anos.

“Existem vários acordos entre Portugal e Brasil e a pessoa que vem para cá com os documentos corretos terá direitos parecidos com os dos cidadãos de Portugal”, explicou.

“Um brasileiro que conheci no Porto contou-me que viveu três anos ilegalmente e não conseguia trabalhar na sua área de formação porque seu diploma não tinha validade no país”, tudo porque não pediu previamente o reconhecimento de competências.

O livro “Destino Portugal, Sonho ou Realidade?” foi lançado nos formatos de livro digital e impresso no Brasil em novembro e deve ser editado em Portugal em 2018.