De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Lifestyle

Estreia do filme de Scorsese em Portugal conta com dois presidentes da República

Director, Martin Scorsese and Andrew Garfield on the set of the film SILENCE by Paramount Pictures, SharpSword Films, and AI Films by Paramount Pictures, SharpSword Films, and AI Films

A antestreia do filme “Silêncio” do realizador Martin Scorsese, vai contar hoje com a presença do Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, e do antigo chefe de Estado António Ramalho Eanes, indica uma nota da organização.

No Centro Cultural de Belém vão estar ainda o núncio apostólico em Portugal, Rino Passigato, o cardeal-patriarca de Lisboa, Manuel Clemente, o secretário do núncio apostólico, Andrea Piccioni, e o vigário regional do Opus Dei em Portugal, padre José Rafael Espírito Santo.

O filme, que o realizador norte-americano esperou quase 20 anos para concretizar, conta a viagem de dois missionários jesuítas portugueses – Sebastião Rodrigues (Andrew Garfield) e Francisco Garupe (Adam Driver) – de Macau para o Japão, no século XVII, em busca do mentor, o padre Cristóvão Ferreira (Liam Nesson), para confirmar se o jesuíta, perseguido e torturado pelas autoridades japonesas, renunciou à fé cristã.

Em território nipónico, sob o xogunato de Tokugawa Ieyasu, que baniu o catolicismo e quase todo o contacto com os estrangeiros, os dois jovens religiosos testemunham a perseguição dos japoneses cristãos pelas autoridades.

O ministro da Educação, Tiago Brandão Rodrigues, o secretário de Estado da Cultura, Miguel Honrado, a secretária de Estado dos Negócios Estrangeiros e Cooperação, Teresa Ribeiro, e o ex-vice-primeiro-ministro Paulo Portas também vão assistir à antestreia de “Silêncio”, além de vários deputados portugueses.

A estreia, no dia 19 deste mês, vai ser acompanhada por várias iniciativas para debater o papel dos jesuítas em Portugal e no mundo, a perseguição religiosa, as relações entre Portugal e o Japão, a arte e a religião”, de acordo com uma nota da organização do programa, desenvolvido em cooperação com a Companhia de Jesus.

O filme de Scorsese baseia-se no romance homónimo do japonês Shusaku Endo, publicado em 1966.