De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Europa

Cinema português em Madrid

Os filmes de Margarida Cordeiro e António Reis, “autores insólitos” do cinema português, vão ser exibidos no Museu Rainha Sofia, em Madrid, num ciclo que começa esta segunda-feira.

O ciclo apresentará todo o cinema feito por ambos, “qualificado de breve e radical, poético e popular, decisivo e marcante de uma identidade do cinema português contemporâneo”, lê-se na página oficial do museu espanhol.

Margarida Cordeiro, 78 anos, e António Reis, que morreu em 1991, fizeram quatro filmes etnográficos, e de marca rural, que passarão em Madrid até ao dia 31: “Jaime” (1974), “Trás-os-Montes” (1976), “Ana” (1985) e “Rosa de Areia” (1989).

São filmes que “inventam uma linguagem cinematográfica poética e hipnótica, que marcaria o rumo de uma longa tradição do cinema radical feito em Portugal”, e que foram uma referência para realizadores como Pedro Costa e João Pedro Rodrigues, sublinha o museu.

Como António Reis também foi assistente de Manoel de Oliveira, será igualmente exibido “Ato da primavera”, deste realizador, de 1962.

Na terça-feira, está prevista uma conversa, intitulada “A imagem do povo: o cinema de Reis e Cordeiro”, com a participação do realizador Vítor Gonçalves, do programador Jaime Pena e do diretor da Cinemateca Portuguesa, José Manuel Costa.

Antes de Madrid, o cinema de António Reis e Margarida Cordeiro já foi objeto de retrospetiva noutros países, nomeadamente nos Estados Unidos e França.