De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Europa

Assassino de Maëlys confessa mais um crime

Nordahl, de 34 anos, foi ouvido na quarta-feira à tarde por um tribunal, sobre a morte do militar Arthur Noyer, desaparecido em abril da zona de Chambéry, a poucos quilómetros da residência do suspeito. Acompanhado por investigadores ligados ao caso, o indivíduo foi até ao local onde as ossadas da vítima tinham sido descobertas, em Saboia. Segundo o “Le Figaro”, que cita fonte próxima do processo, foi durante o percurso que Nordahl Lelandais confessou o homicídio.

Enquanto estava a ser investigado pela morte de Maëlys de Araújo, o ex-treinador de cães do exército Nordahl Lelandais tornou-se o principal suspeito do desaparecimento de Arthur Noyer. O também militar foi visto pela última vez a 12 de abril, quando saía de uma festa com amigos, em Chambéry. Os dois homens conheciam-se e frequentavam os mesmos bares da baixa daquela região. As autoridades acreditavam que o suspeito pudesse ter dado boleia à vítima.

No início de janeiro, os restos mortais de Noyer foram encontrados num local acidentado muitas vezes frequentado pelo suspeito, que sempre negou qualquer envolvimento no desaparecimento do militar. A mesma postura foi mantendo quanto ao desaparecimento da menor, cujo homicídio acabou por confessar em fevereiro.

Nordahl Lelandais encontra-se detido num hospital psiquiátrico em Bron, para onde foi transportado dois dias depois de ter confessado matar Maëlys “acidentalmente”