De que está à procura ?

suica
Lisboa
Porto
Berna, Suiça
Portugal

Advogado português preso por crimes de branqueamento em França

© Artur Machado / Global Imagens

Miguel Moreira dos Santos, filho do conceituado advogado portuense Gil Moreira dos Santos, foi detido esta manhã por inspetores da Polícia Judiciária de Lisboa, por ordem de um mandado de detenção europeu emitido pelas autoridades francesas.

De acordo com informações recolhidas pelo Jornal de Notícias, o advogado de 47 anos, foi preso durante a manhã desta quarta-feira, no âmbito de uma investigação das autoridades francesas sobre alegados crimes de branqueamentos de capital.

A investigação francesa prende-se com um grupo de pessoas suspeitas de crimes económico-financeiros.

O advogado que foi detido nas imediações da sua residência, será presente ao Tribunal da Relação do Porto, mas a data ainda não foi fixada, avança o Jornal de Notícias.

Em fevereiro de 2015, o advogado portuense foi baleado num braço a porta do seu escritório por um homem, que seguia numa mota, na rua do Marechal de Saldanha, no Porto. O caso continua em investigação.

Entretanto, o FC Porto emitiu um comunicado rejeitando a ligação entre Miguel Moreira dos Santos e o clube. “Jorge Nuno Pinto da Costa e o FC Porto são representados pela sociedade de advogados GMSCC, à qual Miguel Moreira dos Santos não pertence há mais de dez anos”, garante o comunicado.

Miguel Moreira dos Santos chegou, de facto, a pertencer à equipa de advogados (liderada pelo pai, Gil Moreira dos Santos) que defendeu Pinto da Costa no processo conhecido como “Apito Dourado”.